32 marcas de azeite de oliva fraudado têm as vendas suspensas pelo Governo

Conheça os perigos de ingerir azeite falsificado

O consumo do azeite de oliva extra virgem traz vários benefícios a saúde:

Coração
Ajuda a manter o coração mais jovem.

Colesterol
Aumenta o colesterol bom, e diminui o ruim.

Musculatura
Auxilia na recuperação muscular de quem pratica exercícios.

Perda de peso
Como é uma gordura saudável, consegue suprir as necessidades de gordura, e ainda estimular o metabolismo.

Ossos
Um estudo mostrou que o consumo do azeite de oliva afeta positivamente a densidade óssea.

Anti-inflamatório natural
O oleocantal, um antioxidante presente no azeite de oliva demonstrou ter atividade similar ao ibuprofeno, um medicamento anti-inflamatório bastante utilizado.

Pele
A ação antioxidante do azeite de oliva e a presença da Vitamina E, ajudam a melhorar a textura da pele.

Só que esses benefícios não existem no azeite falsificado.
Os efeitos que o azeite falsificado podem causar são exatamente o contrário dos benefícios proporcionados pelo azeite de oliva extra virgem.

Segundo Ministério da Agricultura, maioria das fraudes foi feita com a mistura da oliva com óleo de soja e óleos de origem desconhecida.
O Ministério da Agricultura anunciou nesta quarta-feira (2) a suspensão da venda de mais 32 marcas de azeites de oliva por causa de adulterações no produto.

Segundo o ministério, as marcas que praticaram fraudes foram essas 32:

– Aldeia da Serra
– Barcelona
– Casa Medeiros
– Casalberto
– Conde de Torres
– Dom Gamiero
– Donana
– Flor de Espanha
– Galo de Barcelos

– Imperador
– La Valenciana
– Lisboa
– Malaguenza
– Olivaz
– Olivenza
– One
– Paschoeto
– Porto Real
– Porto Valencia
– Pramesa
– Quinta da Boa Vista
– Rioliva
– San Domingos
– Serra das Oliveiras
– Serra de Montejunto

– Temperatta
– Torezani
– Tradição
– Tradição Brasileira
– Três Pastores
– Vale do Madero
– Vale Fértil

No ano, já são 38 marcas que foram retiradas de circulação. Em julho, o governo já havia suspendido 6 rótulos:
– Oliveiras do Conde
– Quinta Lusitana
– Quinta D’Oro
– Évora
– Costanera
– Olivais do Porto

O governo afirma que a maior parte das fraudes foi feita com a mistura com óleo de soja e óleos de origem desconhecida.

Fonte: Globo.com

Continua depois da publicidade